A fala de Lula depois da descoberta do câncer

01/11/2011

Parcela dos notebooks mais uma vez atrasada

01/11/2011

O que está atrasado também e o pagamento da parcela dos notebooks que o GDF deve aos professores. Será se o novo Secretário da Ciência e Tecnologia, Cristiano Araújo, tem algo a dizer?


Mensagem do Governador aos servidores públicos do GDF

01/11/2011

FONTE: Agência Brasília

Em comemoração ao Dia do Servidor, o governador Agnelo Queiroz parabeniza todos que trabalham pelo bem-estar da população do Distrito Federal e fala sobre as iniciativas voltadas à valorização do servidor, como a criação da Secretaria de Administração Pública na atual gestão.

Nesta edição do Conversa com o Governador, o Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis do Distrito Federal e a Política para a Saúde do Servidor são apresentados à população. Para o funcionalismo, também foi criada uma mesa permanente de negociação do governo com os sindicatos: é a Dialoga DF, que abre espaço para que todas as categorias sejam recebidas e tratadas com muito respeito. Isso é um avanço na gestão pública e na democratização das relações de trabalho.

Clique aqui e ouça a mensagem do Governador aos servidores do GDF 


Mais servidores para a Saúde. Enquanto na Educação…

01/11/2011

Nesta segunda-feira o Governo do Distrito Federal publicou no Diário Oficial a nomeação de 1.157 servidores para a Secretaria de Saúde. Esta é uma boa notícia e o Governo está de parabéns pela iniciativa. Mas, por outro lado, também evidencia que a nomeação de servidores é uma questão de decisão política, não somente de Orçamento.

É claro que a prioridade do GDF é a Saúde e esta decisão de novas contratação para a área reforça ainda mais esta visão. Por outro lado, este ato deixa claro que se o Governo quiser, pode sim nomear mais professores concursados. É só uma questão de decisão política, que pelo jeito tem sido bastante equivocada em relação a Educação.

Enquanto isso as escolas públicas sofre com falta de professores.


[fala visitante] Sobre a Gestão Democrática

01/11/2011

Por: Bia Estrela

Caros colegas…

Ao falarmos em Gestão Democrática devemos visualisar antes de tudo uma educação com relevância social. Como sabemos, a teoria se faz bem diferente da prática, pois, ser gestor de uma Instituição de Ensino Pública requer primeiramente disposição, conhecimento, disponibilidade e capacidade para administrar conflitos e resolver problemas inerentes ao cotidiano educacional. Desta forma, é essencial que nós educadores abandonemos o pensamento “mesquinho” de que qualquer pessoa possa administrar uma Instituição de tanta importância para sociedade. Gerir uma escola é administrar a vida de dezenas de sujeitos, tanto no aspecto profissional, quanto educacional.

Infelizmente, o que vemos atualmente, é o total descaso com o assunto, tendo em vista que este projeto no DF vem se tornando ferramenta para desmoralizar equipes diretivas que realmente se importam e tratam a educação com seriedade. Sabemos que existem muitos gestores despreparados e que assumem as direções de escolas com o intuito de se livrarem da profissão que escolheram, e o resultado desastroso pode ser percebido por todos.

Não podemos simplesmente generalizar, existem sim equipes que estão na direção de escolas há muito tempo, e isso porque desenvolvem um trabalho de qualidade, até mesmo porque as equipes que não apresentam resultados positivos não se mantém no cargo, e isso porque nossa categoria apresenta duas características principais, a criticidade e a capacidade de julgar o que é bom ou ruim para escola, alunos, e demais membros da comunidade escolar. Engana-se aquele que pensa que consegue fazer um professor agir como uma marionete. Estando em sala de aula ou ocupando cargos em direções, nós educadores sempre defenderemos o melhor para a educação. Podemos até nos precipitarmos às vezes, mas bastam apenas alguns minutos de observação e reflexão para descobrirmos as reais intenções daqueles que nos rodeiam, sejam eles gestores, governantes e/ou etc.

Portanto, independente de qualquer coisa, as equipes diretivas que apresentaram bons resultados no decorrer de sua atual gestão serão sim mantidas no cargo, da mesma forma que as equipes que deixaram a desejar serão substituídas, e isso irá acontecer por meio da eleição para diretores, onde expressaremos de forma democrática a nossa opinião. Ainda “democraticamente falando”, antes de se exonerar qualquer equipe gestora seria de bom tom por parte da Secretariade Educação, que se ouvisse a opinião de todos os agentes envolvidos, no caso, a Comunidade Escolar.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 14.655 outros seguidores