AVISO!

16/03/2014

Pessoal,

Semana passada bati o carro e acabei machucando uma das mãos. O resultado é que precisei reduzir a utilização do computador e consequentemente as atualizações deste espaço.

Logo estarei com força total!

.

Washington Dourado


Deputados, diretores e alunos pedem melhorias na descentralização financeira de escolas do DF

13/03/2014

Durante toda a tarde desta quinta-feira (13), deputados distritais, representantes do GDF, diretores de escolas, professores e alunos discutiram questões relacionadas com o Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF), cujo objetivo é garantir maior autonomia às escolas para pagamento de contas, compra de materiais e realização de pequenas reformas. A discussão se deu em comissão geral proposta pelos deputados Wasny de Roure (PT), Professor Israel (PV) e Joe Valle (PDT). Como encaminhamento, foi proposta a criação de uma comissão de parlamentares para acompanhar a regularização dos repasses do PDAF às escolas.

“O intuito dessa comissão é trazer o problema à tona, para que a Câmara Legislativa possa contribuir para solucioná-lo. É uma situação muito delicada para as escolas”, observou Wasny. O deputado se refere à situação de endividamento de alguns diretores de escolas públicas por não terem recebido, no ano passado, a totalidade dos recursos previstos no PDAF.

CLIQUE AQUI e leia mais


Dados irreais sobre ciclos e semestralidade no DFTV

12/03/2014

 

Hoje pela manhã o Secretário de Educação foi entrevistado pelo Bom Dia DF, da TV Globo. Sinceramente, como conheço o Marcelo Aguiar e seu do seu compromisso com a gestão pública, vou entender aqueles dados divulgados por ele como um ato de desespero da SUBEB em sua ânsia para justificar o modelo de Ciclos e Semestralidade. Realmente, não é possível que o Secretário os dados daquele jeito sem que tenha sido levado a um erro…

1º – Atribuir aos Ciclos os 97% de aprovação dos alunos do BIA é uma atitude vexatória. O BIA já existe há tempos e não é parte do projeto implantado por este Governo. Além disso, o próprio conceito do BIA já é no sentido de evitar a reprovação.

2º – Dizer que os alunos dos Ciclos já apresentam melhores indicadores de aprendizagem também não corresponde com a verdade. Todos sabem da turbulência nas escolas públicas do ano passado com a implantação atabalhoada deste projeto. Então, como depois de tudo aquilo já é possível dizer que houve melhoria?

3º Se o Secretário quis dizer que houve redução nos índices de desistência entre alunos da dos ciclos e semestralidade neste ano, como foi possível verificar isso? Não temos nem dois meses de aula ainda?

4º – Será só coincidência que exemplos de escolas onde Projeto de Ciclos e de Semestralidade estão obtendo sucesso são sempre da CRE Recanto das Emas?

5º – Neste ano a própria SUBEB informou ao Sinpro que houve redução no número de escolas que aderiram ao Projeto de Ciclos e Semestralidade. No primeiro caso caiu de 245 para 219 escolas. No segundo, de 42 para 20. Mas hoje no Bom Dia DF foi dito que são 42 escolas no sistema de semestralidade.

Além disso, só para registrar, a falta de professores nas escolas públicas é generalizada sim. Um sobrinho meu que estude numa escola de Planaltina, por exemplo, ainda não teve aula de Matemática neste ano.

.

Washington Dourado


Atenção diretores(as) das escolas públicas do DF!

12/03/2014

Atenção Diretores(as) e toda comunidade escolar do DF,

Conforme combinado na Planária dos Gestores das Escolas Públicas promovida pelo Sinpro em fevereiro, vai acontecer nesta quinta-feira, dia 13, às 15 horas, na Câmara Legislativa, a Comissão Geral para debater O PDAF e os desafios da gestão das escolas públicas do DF.

Neste momento em que as escolas públicas enfrentam tantos problemas é fundamental a mobilização da equipe gestora, do Conselho Escolar e toda comunidade. Este é um momento importante para mostrar a toda sociedade as dificuldades enfrentadas por quem trabalha nas escola públicas.

Ajude também na divulgação

Comissão Geral III


GDF retifica e divulga no dia (21/02) o calendário dos feriados e os dias de ponto facultativo do ano de 2014

11/03/2014

FONTE: SEAP

O Governo do Distrito Federal retificou e divulgou, na sexta-feira (21/02), o calendário dos feriados e os dias de ponto facultativo do ano de 2014, através do DECRETO Nº 35.163, de 13 de fevereiro de 2014, no Diário Oficial do DF (DODF), Seção I, página 1.

Conheça aqui o calendário, Seção I, página 1…


Atraso no pagamento de professores que fizeram portabilidade bancária

10/03/2014
Nesta manhã o blog recebeu a seguinte reclamação do professor João:
“Prezado Washington Dourado,

É lamentável ter de informar ao seu blog que o pagamento dos vencimentos referentes a fevereiro (mês 02/2014) não foi creditado na conta dos professores cujo o recebimento do salário é feito mediante a portabilidade bancária. A situação é real, pelo menos até agora, 8h da segunda-feira, dia 10/03. É notório que o pagamento do mês 02/2014 foi autorizado e creditado no sábado, 08, e na manhã daquele dia já estava disponível para os funcionários da educação. É bom lembrar que o pagamento ao banco portador é realizado através da operação bancária de TED pelo BRB, assim que o pagamento é liberado. O que aconteceu relativo ao pagamento do salário de fevereiro é portanto mais um grande abuso deste banco. Muito possivelmente, o BRB pode estar aplicando e especulando em mercado financeiro com os recursos de nossos salários, lucrando as custas  do atraso do pagamento de nossas contas e prejuízo do orçamento familiar. 

O caso é tão grave que tem professor correndo risco de ser preso porque o pagamento da pensão alimentícia que está obrigado a fazer mensalmente não foi realizado devido a arbitrariedade do BRB. Vale ressaltar que muitas reclamações e representação contra o BRB pela sua prática de atrasar a transferência do salário ao banco portador já foram feitas no PROCON, no Banco Central e outras instâncias, mas nada disso parece frear as ações irresponsáveis do banco do GDF.”

COMENTÁRIO DO WD:

João,

No momento não tenho informações sobre o que deve ter ocorrido, mas vamos buscar informações e denunciar esta situação abusiva.


Escriturário do BB não pode acumular cargo de professor

10/03/2014

FONTE: Conjur

O Tribunal Superior do Trabalho manteve a decisão que impediu um escriturário do Banco do Brasil acumular o cargo com o de professor municipal. Aprovado no concurso do banco em 1985, três anos depois o escriturário tomou posse no cargo de professor da rede municipal de Natal. Depois de 23 anos, recebeu correspondência do BB exigindo a opção por um dos cargos, sob pena de procedimento sumário que poderia resultar no seu desligamento.

O banco disse ter tomado tal atitude após receber ofício da Controladoria Geral da União (CGU), que, após constatar o nome do bancário no rol de servidores da Prefeitura de Natal, o intimou a tomar providências, pois a acumulação viola o artigo 37, incisos XVI e XVII da Constituição, que proíbe a acumulação remunerada de cargos públicos.

Na ação, com pedido liminar, o escriturário pedia a declaração da nulidade do ato e a condenação do banco no sentido de manter seu emprego, com todos os direitos e vantagens, como se em exercício estivesse. Segundo ele, a acumulação tinha amparo em norma interna do Banco de 1993, que informava aos candidatos em fase de qualificação e/ou posse que poderiam ser admitidos sem exonerar-se da função de professor de escola pública estadual, municipal ou federal, desde que compatível com o horário do banco.

CLIQUE AQUI e leia mais

COMENTÁRIO DO WD:

O caso acima aconteceu no Rio Grande do Norte, mas também é muito comum aqui no Distrito Federal. Nos últimos anos diversos professores que ocupam cargos em outros órgãos ou empresas públicas estão sendo pressionadas a optar por um ou outro. Como no caso de Natal, a tendência verificada aqui no DF é que a Justiça só aceite mesmo o acúmulo quando o outro cargo for estritamente de natureza técnica. Do contrário, o Judiciário tem confirmado a obrigação de abrir mão de um ou do outro. 


[artigo] Violência cotidiana e escolar

10/03/2014

FONTE: Jus Navegandi

A análise da violência deve ser feita a partir de uma reflexão sobre o processo de atribuição de identidades e afirmações de diferenças, o que, por sua vez, está relacionado ao processo de exclusão/inclusão simbólica dos jovens.

Na sociedade atual, o indivíduo tornou-se o centro. E toda a relação que se estabelece com o mundo trava-se a partir do seu eu. Há uma primazia do individual frente ao coletivo, um descrédito em relação aos movimentos sociais e uma despreocupação pelo espaço público.

Os indivíduos voltam-se ao seu eu. O mundo exterior, como diz Lasch, só interesse como fonte de gratificação ou frustração.

O indivíduo é fruto da história, de modo que essa centralidade do indivíduo está presente nas diferentes esferas de sua vida cotidiana, privada, profissional etc. A ideologia que domina os homens é da gratificação dos impulsos e da busca do prazer.

A ideia que está presente é que qualquer um pode ser o que quiser e ter sucesso sem esforço. A vida, então, resume-se na busca da boa saúde e do bem-estar por meio de exercícios, dietas, drogas e autoajuda. E, no cotidiano, o importante é o presente, o imediato, e estão os objetivos limitados e definidos.

Leia mais: http://jus.com.br/artigos/26842/violencia-cotidiana-e-escolar#ixzz2vWdXDZXM


Publicado o resultado definitivo da prova objetiva do concurso da SEDF

07/03/2014

 

Foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira o resultado da prova objetiva do concurso para professor da Secretaria de Educação do DF. Também saiu a convocação para a fase classificatória dos candidatos considerados aprovados na Prova Objetiva de Múltipla Escolha, até a classificação correspondente a 5 (cinco) vezes o número de vagas estabelecido no Edital de Abertura de Inscrições, incluindo os empatados na última posição e a reserva de vagas para os candidatos com deficiência.

No caso de Atividades 40 horas, por exemplo, a convocação para a fase classificatória foi até a 838ª colocação. O que quer dizer que todos aqueles empatados até esta colocação estão convocados. Este critério, segundo a Secretária Adjunta da Secretaria de Administração, Jackeline Aguiar, possibilita que chegue a mais de 5.000 o número de integrante do cadastro reserva.

CLIQUE AQUI e veja a lista no DODF, a partir da página 71. Na página 175 você encontra a convocação para a fase classificatória.

.

Washington Dourado


Mais arrocho nas escolas públicas

06/03/2014

Nesta quinta-feira a Secretaria de Educação divulgou uma nota sobre a retomada da contratação temporária de professores para as escolas públicas do Distrito Federal. Entretanto, no texto é possível confirmar o que este blog já havia divulgado na semana passada: o arrocho está em curso nas instituições de ensino.

Pela nova orientação, os professores efetivos escolhidos como supervisores e coordenadores continuarão em sala de aula, a liberação de Licença Prêmio continua suspensa, novas turmas de alunos não serão autorizadas e os “exedentes” nas CREs voltarão para salas de aula. Não faltou nem a menção quanto a homologação de atestados médicos pela chefia imediata.

CLIQUE AQUI e leia a nota da SEDF

Está complicado…

E continuo firme na posição de que se a comunidade escolar não começar a se movimentar e exigir deste Governo prioridade com a Educação vamos cada vez mais assistir o arrocho nesta área tão importante.

.

Washington Dourado


Reunião com a Secretaria de Educação

06/03/2014

Nesta sexta-feira, dia 7, o Sinpro vai se reunir com o Secretário de Educação, Marcelo Aguiar. A pauta do momento são os diversos problemas enfrentados pelas escolas públicas como falta de professores, do PDAF, de segurança e tantos outros.

Postarei aqui as novidades.

.

Washington Dourado


Escola de Ceilândia amanhece depredada

06/03/2014

O blog acabou de receber o relato chocante de um professor do Centro de Ensino Fundamental 34. Veja:

“Bom dia Washington,

 Sou professor do CEF 34 de Ceilândia e quero fazer uma denuncia:

Chegamos hoje para trabalhar e nos deparamos com nossa escola destruída. Foram alvo os portões, a biblioteca; as paredes foram pichadas, os computadores do laboratório de informática roubados e muito mais.

 E essa não é a primeira vez que invadem a escola. A direção da escola já fez vários apelos à Regional de Ensino, à Polícia Militar por mais segurança e nada foi feito. Até tráfico de drogas tem ocorrido na escola. Estamos literalmente pedindo socorro!

 Por isso estamos paralisados hoje esperando a imprensa e se possível o apoio do sindicato também.”

FOTOS:


IBFC divulga resultado dos recursos do concurso da SEDF/2013

05/03/2014

 

O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação divulgou nesta quarta-feira (5) o resultado dos recursos apresentados pelos participantes do concurso para professor da Secretaria de Educação.

CLIQUE AQUI e veja a lista


SEDF lança novo modelo de contratação de voluntários

04/03/2014

 

Nos últimos dias este blog recebeu diversos comentários de professores, especialmente com contrato temporário, com dúvidas sobre o Projeto Educador Social Voluntário, lançado pela Secretaria de Educação. Por este projeto a SEDF vai contratar voluntários para atuar nas atividades de educação integral nas Unidades Escolares que desenvolvem atividades de Educação em Tempo Integral.

Muitos questionam se este será o novo modelo de contratação de professores. Na verdade não. A Secretaria de Educação não pode contratar professores para as salas de aula por este modelo de contratação, até por que se trata de um programa de VOLUNTARIADO, não gerando qualquer relação de emprego. Portanto, não se confunde a contratação de professor temporário com a de voluntários para o programa da Escola Integral. 

Por fim, curioso é que o Educador Social Voluntário substitui o antigo Jovem Educador e dessa vez o pagamento será de responsabilidade das Coordenações Regionais de Ensino e não mais das escolas onde o projeto funciona. É na verdade um alívio para diretores das escolas públicas, uma vez que no ano passado a Secretaria de Educação atrasou constantemente o pagamento dos voluntários do Jovem Educador. 

CLIQUE AQUI e leia mais sobre o programa Educador Social

.

Washington Dourado 


Estado não pode descontar valor pago a servidor em boa-fé

03/03/2014

FONTE: Conjur

O Estado não pode descontar valores pagos a mais a um servidor público que os recebeu de boa-fé. Decisão do Tribunal de Justiça de Santa Catarina considerou que o erro foi do governo, ao pagar o correspondente ao expediente de 40 horas semanais ao servidor público, que por um período cumpriu expediente de 30 horas por semana.

O equívoco partiu das anotações funcionais do Sistema Integrado de Recursos Humanos da Administração Estadual, segundo a 3ª Câmara de Direito Público, que confirmou sentença da comarca de Florianópolis para impedir o estado de descontar os valores pagos a mais.

 Em apelação, o estado defendeu a legalidade do procedimento administrativo que determinou a devolução dos valores pagos indevidamente, sob pena de se aceitar o enriquecimento sem causa do servidor.

No entanto, o relator do caso no TJ-SC, desembargador Cesar Abreu, apontou jurisprudência segundo a qual o servidor que recebe valor pecuniário indevido deve ressarci-lo mediante descontos mensais em seus vencimentos ou proventos, “desde que tenha agido com má-fé ou tenha conhecimento de que o pagamento foi realizado em razão de medida liminar, ou seja, de forma provisória”.

CLIQUE AQUI e leia mais

COMENTÁRIO DO WD:

Apesar de exigir grande esforço para provar a boa-fé do servidor que recebeu a mais por leniência da Administração, aqui no DF o Jurídico do Sinpro também já conseguiu algumas decisões neste sentido.

E penso ser uma decisão justa, pois em plena era da informática e de avançados processos de gestão, não é possível responsabilizar apenas o servidor em casos de pagamentos a mais. Eu mesmo já vi situações onde o próprio servidor teve que fazer requerimento para alertar a Administração do pagamento a mais e mesmo assim levou meses até a efetiva correção. E depois o órgão queria descontar em apenas 3 vezes. 


Linha cortada com a SEDF

01/03/2014

Depois de tantos anos nesta luta, pela primeira vez verificamos uma reclamação geral entre diretores do Sinpro sobre a dificuldade de resolver problemas do dia a dia da categoria junto aos dirigentes da Secretaria de Educação. É preciso registrar, que mesmo nos momentos mais duros de embates entre Sinpro e SEDF, nós sempre resolvemos as demandas mais simples dos professores e orientadores via telefone ou mesmo pessoalmente.

Agora, principalmente na SUGEPE, que na verdade é o departamento mais demandado por ser responsável pela área de recursos humanos, a reclamação é geral.

Sei não, mas minha impressão é que além dos problemas já corriqueiros, também estão tentando complicar ainda mais…

.

Washington Dourado


O arrocho da Secretaria de Educação do DF

27/02/2014

Quem acompanha o Orçamento Público do Distrito Federal sabe: por diversas razões, equivocadas ou não, o caixa do GDF está negativo. E os efeitos dessa situação problemática já começa a aparecer na Secretaria de Educação. Comenta-se nos bastidores que para compensar os problemas financeiros da pasta o “Comando” suspendeu a contratação de novos professores efetivos ou temporários, passou a calcular pela proporcionalidade das horas trabalhadas os valores pagos pela coordenação pedagógica dos temporários, está dificultando a liberação de coordenadores, dos professores atletas, de licenças e até arrochando nas perícias médicas.

Há relatos de suspensão das obras de reformas nas escolas e até o projeto de Tempo Integral nas escolas, especialmente na CRE Brazlândia, está sendo revisto. Também estão centralizando a compra de materiais, por exemplo, resmas de papel.

Ou seja, 2014 será de grandes dificuldades nesta área já tão abandonada. Mas espero que em breve não só professores, mas como servidores da assistência, alunos, pais e comunidade em geral demonstrem sua insatisfação com este quadro lamentável da Educação Pública no DF.

E para piorar está complicado até conseguir falar com os dirigentes da SEDF.

AVISO AOS NAVEGANTES: Representante sindical, professor e pai de aluno da Rede Púbica de Ensino. Então, tenho todo o direito e dever de reclamar e exigir do Governo responsabilidade com a escola pública.

.

Washington Dourado

CLIQUE AQUI e visite minha nova Fan Page


Qual o problema na Secretaria de Educação do DF?

26/02/2014

Diante da falta de professores nas escolas, suspensão da contratação de novos profissionais, merenda escolar insuficiente, falta de livros didáticos em algumas CREs, suspensão das reformas, cancelamento do repasse de recursos do PDAF/2013 e tantos outros problemas, a pergunta que muitos já estão questionando:

Qual o problema na Secretaria de Educação do DF? Existe uma crise financeira ou de gestão?

Se continuar desse jeito este será lembrado como um dos piores anos letivos na Rede Pública de Ensino dos últimos anos. Será que o Governador está ciente da gravidade da situação?


Nova página o Facebook

26/02/2014

Visitantes,

Com o objetivo de facilitar a publicação de informações e possibilitar melhor interação transformei o meu perfil no Facebook em uma Fan Page.

Então, CLIQUE AQUI, faça uma visita e dê um “CURTIR” para seguir todas as informações publicadas aqui e outras que divulgo exclusivamente naquele espaço.

Grato

Washington Dourado


Assistência à saúde e auxílio alimentação, prioridades da categoria?

26/02/2014

A implantação do plano de carreira está em curso e 2014 será uma ano atípico com Copa e eleição. O fato é que teremos um ano engessado e com muitas dificuldades para emplacar uma longa luta pela nossa pauta de reivindicações como sempre fazemos em anos anteriores. Entretanto, o que mais se ouve nas escolas ou em redes sociais é a necessidade da categoria focar sua luta por benefícios como:

- Plano de saúde e aumento do auxílio alimentação.

Você concorda?


Wasny visita militares detidos na Corregedoria da PM

25/02/2014

A manhã do deputado Wasny de Roure, presidente da CLDF começou com uma  visita ao grupo de policiais militares que foram  levados para a “NPM- Núcleo de Prisão Militar”, na chamada Papudinha, entre quinta e sexta-feira passada por suspeita de cometer vários crimes militares, incluindo incitação à desobediência, incitação à violência e publicações indevidas. Os policiais participam do movimento que reivindica reajustes para a categoria.

Na quinta-feira da semana passada, em assembleia que lotou o auditório da Câmara Legislativa, os policiais e bombeiros militares se manifestaram mais uma vez contra a aprovação da proposta de reajuste salarial apresentada pelo GDF. Wasny disse que a Câmara está a disposição para resolver o impasse e se  colocou como interlocutor junto ao GDF para contribuir com a construção – na base do diálogo- de uma proposta que contemple a categoria.

Os policiais devem permanecer presos por pelo menos 30 dias, segundo o corregedor-geral, Civaldo Florêncio.

Entenda o caso

Os PMs deflagraram a operação em outubro, por falta de reajuste policial. Com isso, o policiamento ostensivo ficou enfraquecido. O número de mortes em janeiro, por exemplo, cresceu mais de 40% em relação ao mesmo período do ano passado. O Tribunal de Justiça pôs fim à operação, acatando o pedido do Ministério Público para declará-la ilegal. O descumprimento da decisão tinha como pena multa diária de R$ 100 mil.

CLIQUE AQUI e leia mais

.

COMENTÁRIO DO WD:

O Deputado Wasny de Roure está de parabéns por este gesto político que significa muito para esta categoria de trabalhadores. O Brasil não vive mais nos tempos de ditadura, portanto, não justifica em nada a prisão de qualquer trabalhador que luta por melhores condições de trabalho e salário. Aliás, desmilitarização da polícia já! 

Este ato do Presidente da CLDF é muito importante para não deixar a situação dos PMs presos cair no esquecimento como alguns querem. Com certeza esta não será uma atitude bem vista pelas bandas do Buriti, mas o importante é que o Deputado manteve seu compromisso com sua história. E os outros Deputados? 


Problemas também na merenda escolar

24/02/2014

Já o leitor Luiz Antonio lembrou que na questão da merenda escolar a coisa também não anda nada boa:

“Tem que falar da falta de merenda, ou seja carne e frango para o almoço. No CEMI do Gama os alunos estão almoçando arroz, feijão , macarrão e salada.”

Esta questão da merenda é ainda mais séria nas escolas que implantaram o tempo integral.


Sugestão de seminários para discutir a crise de gestão na SEDF

24/02/2014

O leitor deste blog, José Gadelha, enviou uma sugestão interessante para ampliar o debate sobre os diversos problemas enfrentados pela Educação Pública atualmente:

“Sugiro que a diretoria do SINPRO convoque um conjunto de seminários regionais para encontrarmos uma saída dessa grave crise de gestão na qual mergulharam a SEEDF. Enquanto diretor do CEM 09 de Ceilândia – e acredito, os demais diretores também – estou extremamente preocupado com a situação. É muita gente dando pitaco na educação do DF – e o pior, de fato, não conhecem o problema e o nível do debate despenca.

José Gadelha”


CONCURSO SEDF/2013: Juiz indefere pedido contra IBFC

23/02/2014

Em Ação Cautelar, impetrada por uma candidata do concurso para professor da Secretaria de Educação, a Terceira Vara de Fazenda Pública do DF negou pedido de decisão liminar para obrigar o IBFC a divulgar o resultado do recurso interposto contra o gabarito divulgado no referido concurso. O Juiz, considerou “que se trata de prova objetiva, são interpostos milhares de recursos, sendo impossível para qualquer Banca de Concurso Público motivar o indeferimento de cada um“.

CLIQUE AQUI e veja a decisão


Sinpro convoca plenárias regionais

23/02/2014

O objetivo das plenárias e elaborar coletivamente a pauta de reivindicações da categoria.

1800390_706251722760632_1461862657_n (1)


Razões para colocar o filho na escola pública

22/02/2014

Neste semana publiquei aqui um texto chamado Provocações: As “faveladas” do Projeção. O assuntou gerou grande discussão e o leitor Guid Nunes mandou o seguinte comentário:

“Colegas,

Foi em função de situação como esta, retratada aqui por WD, que os meus filhos estão na rede pública desde as séries iniciais, para conviverem com a diversidade social.

No contexto explicitado por WD a formação competitiva e com reforço do preconceito, em vez de ajudar vai prejudicar a inserção de estudantes com este perfil no mundo do trabalho.

Na medida em que a Classe C é formada no Brasil por aproximadamente 130 milhões de cidadãos e que tem um poder de consumo de aproximadamente 01 (um) trilhão e 200 (duzentos) bilhões de reais por ano, quem tiver formação preconceituosa não terá espaço profissional ou empresarial.

Vide as grandes empresas como a Nestle, que tem isso bem claro, se não conseguir atender as classes de renda C e D, a empresa quebra, vai para o buraco.

Abraços,

Güidi Nunes
Prof. Da ETC”


A falta de professores não é culpa da direção das escolas públicas do DF

21/02/2014

Hoje a SEDF afirmou no DFTV que a falta de professores é culpa dos diretores de escolas que não enviam as carências para as CREs com antecedência. Isso não é verdade. As escolas estão sendo pressionadas pela comunidade e no final das contas quem tem que dar explicação aos pais e responsáveis pelos equívocos do Governo são os gestores.

Foi uma afirmação absolutamente infeliz!

CLIQUE AQUI e veja a matéria no DFTV

.

Washington Dourado

 


Solidariedade à luta dos PMs e Bombeiros do DF

21/02/2014

 

Registro aqui minha solidariedade aos Policiais e Bombeiros Militares do Distrito Federal que estão em luta por melhores condições de trabalho e valorização salarial, especialmente, aos que hoje foram presos por estarem à frente do movimento. Apesar da visão ainda militarista de muitos, na verdade os policiais e bombeiros militares são trabalhadores assalariados como qualquer outro e, portanto, têm sim direito de reivindicar a valorização salarial.

A insatisfação da categoria não é nova e nem é recente a negligência das autoridades responsáveis pela área da Segurança Pública no DF. Me lembro bem que no último ano o que mais vimos foi o Secretário de Segurança promover sua campanha eleitoral nas redes sociais, enquanto isso esquivava das suas responsabilidades na busca por uma solução negociada.

Por outro lado, crescia na categoria a insatisfação e a revolta, como em tantas outras, pois enquanto o GDF afirmava não ter recursos para atender a pauta apresentada, o que mais se viu foram gastos desnecessários com festas, Copa, propaganda e tantos outros.

Agora, na tentativa desesperada de resolver resolver o problema, o Governo decide prender alguns integrantes da corporação que comandam ou participam ativamente da luta. Isso depois da “genial” ideia de desrespeitar uma reunião com mais de 10 mil policiais e bombeiros, promovendo logo após um encontro chapa branca coordenada pelo Comandante Geral. Ora, mas todas esta manobras vai resolver alguma coisa? Por acaso os integrantes deste Governo não foram em sua grande maioria sindicalistas e não sabem que luta coletiva não se resolve com ameaças e prisões individuais?

A tentativa de sufocar um movimento de trabalhadores nunca gerou resultados positivos. É claro que momentaneamente pode enfraquecer a mobilização, mas a História cobrará a fatura, especialmente daqueles  que construíram seus nomes “do lado de cá”…

.

Washington Dourado


Levantamento sobre a falta de professor nas escolas públicas do DF

21/02/2014

saladeaulavazia1

Pessoal,

A situação está muito complicada. O Governo suspendeu a contratação temporária de professores, não nomeou o número necessários de concursados e o resultado é o crescente número de alunos sem aula. Então, vamos fazer nossa parte e reclamar muito, afinal, defender a escolar pública é nossa obrigação.

Para ajudar nesta luta vamos fazer aqui um levantamento:

a) Falta professor na escola que você trabalha?

b) Quantos professores estão faltando? Mais ou menos quantos alunos estão prejudicados?

c) Qual escola? Onde fica?

.

Washington Dourado

“Curta” a nova página no Facebook: https://www.facebook.com/washington.dourado 


SEDF suspende contratação de professores temporários

20/02/2014

Este blog recebeu a informação que realmente a Secretaria de Educação suspendeu a contratação de professores no regime de contrato temporário. Isso por que antes havia o limite de 260.000 horas para contratação de professores substitutos. Agora este número foi reduzido para 180.000 horas e o limite já teria estourado.

Entretanto, nas escolas públicas a demanda continua crescendo e o que não falta é denúncia de aluno sem professor. E olha que ainda estamos no início do ano letivo.

A verdade é que se o Governador não assumir sua obrigação de administrador e priorizar os problemas da Secretaria de Educação, com certeza, em alguns meses teremos uma grave crise. Afinal, o problema não é só a falta de professor em sala de aula.

.

Washington Dourado


CARTA ABERTA dos professores e funcionários da EC 8 do Cruzeiro

20/02/2014

Carta aberta divulgada pelos professores e funcionários da EC 8 do Cruzeiro

“Brasilia, 19 de fevereiro de 2014.

 CARTA ABERTA

      Somos professores e funcionários da Escola Classe 08 do Cruzeiro, uma Escola Integral – PROETI, ou seja, os estudantes participam de atividades pedagógicas das 7h30 às 17h30, de segunda à sexta-feiras. Nossa instituição de ensino conta com uma parceria com Centro Integral de Educação Física – CIEF e Escola Parque 313/314 sul.

        O ano letivo iniciou no dia 5 de fevereiro, quarta-feira, com a presença de estudantes no período matutino. O início do horário integral depende do cumprimento, pela Secretaria de Estado de Educação Distrito Federal – SEE-DF, das condições mínimas para as atividades. Conforme previsão da SEE-DF, na circular n.30 de 2014, a escola tem até o dia 06 de março para iniciar as atividades de forma adequada.

        Esclarecemos que:

- Nos reunimos com a equipe do CIEF e da Escola Parque e estamos prontos para desenvolvermos as atividades pedagógicas com os estudantes, contudo, dependemos do transporte escolar oferecido pela SEE-DF que ainda não foi disponibilizado.

- Durante a permanência dos estudantes na escola, são servidas 5 refeições diárias: café da manhã, lanche matutino, almoço, lanche vespertino e jantar, este último somente para a educação infantil. Os alimentos recebidos até hoje, dia 19 de fevereiro, 16h, não garantem o atendimento adequado, visto que a escola não teria condições de oferecer as refeições salgadas por mais de três dias.

- Tivemos acesso aos memorandos e e-mails trocados entre a escola, SEE-DF e Coordenação Regional de Ensino do Plano Piloto e Cruzeiro – CRE-PP/C sobre o assunto. Neles é possível verificar a preocupação da direção desta instituição de ensino em iniciar o atendimento integral.

        Os pais, em defesa de seus direitos, procuraram mecanismos para garantir o início imediato do atendimento integral. Este movimento legítimo foi mal encaminhado pela SEE-DF, que responsabiliza indevidamente a direção desta escola pelo atraso no cumprimento do horário integral.

        Nós, profissionais da Escola Classe 08 do Cruzeiro, repudiamos a posição da SEE-DF, nos solidarizamos com as reivindicações dos pais e reforçamos nosso compromisso com uma Educação Pública de Qualidade.

Professores e Funcionários da Escola Classe 08 do Cruzeiro”

.

COMENTÁRIO DO WD:

Os professores e funcionários da EC 8 do Cruzeiro merecem a solidariedade de toda categoria pela coragem de expor à sociedade todo o seu compromisso com o desenvolvimento do projeto, mas sem abrir mão de cobrar da Secretaria de Educação as suas responsabilidades. Afinal, é muito fácil fazer propaganda e festa para lançar projeto e deixar os problemas de falta de organização e planejamento do Governo sob a responsabilidade das escolas e seus profissionais. 

A atitude dos colegas da EC 8 é um exemplo para todos da categoria que realmente defendem a educação pública. Chega de “dar jeitinho”. Está na hora de cobrarmos prioridade total ao Ensino Público. 

.

Washington Dourado


Lei do Servidor Atleta – enrolação da Secretaria de Educação

20/02/2014

A novela sobre a aplicação da Lei do Servidor Atleta continua exibindo cenas de pura enrolação pelo personagem principal do folhetim. Há dois meses a Secretaria de Educação afirma que vai publicar uma nova portaria garantindo aos professores os mesmos direitos dos outros servidores, mas até agora nada.

O fato é que Sinpro já tinha uma ação judicial preparada mas, diante do posicionamento favorável da SEDF, preferiu não ajuizá-la, evitando a judicialização deste assunto. Infelizmente até agora o Comando da Secretaria não cumpriu sua palavra.

Enquanto isso os professores atletas continuam sendo discriminados, pois apesar da Lei não fazer nenhuma distinção, continuam excluídos do usufruto do benefício.

.

Washington Dourado


Sinpro vai comemorar aniversário com corrida de rua

19/02/2014

Neste ano a comemoração do aniversário do Sinpro será com uma corrida de rua. Será muito legal!


Sobre o atestado de comparecimento dos professores com contrato temporário

19/02/2014

O blog recebeu a informação que as escolas públicas do DF estão orientadas a não receber o ATESTADO DE COMPARECIMENTO dos professores com contrato temporário. Dizem até que há uma circular da COSAÚDE com esta orientação.

Vamos confirmar esta informação, mas se for verdade, denunciaremos este ato como um dos mais vergonhosos procedimento do Governo.

Logo mais postarei novas informações.

.

Washington Dourado


Provocações: As “faveladas” do Projeção

19/02/2014

Ontem no restaurante onde almocei tinha um grupo de estudantes do Colégio Leonardo da Vinci. Animadas, algumas estudantes criticavam as “faveladas do Projeção”.

Depois fiquei pensando: se aquelas estudantes consideram as colegas que estudam no Colégio Projeção “faveladas”, que conceitos elas teriam das estudantes das escolas públicas? Como aquelas garotas construíram este conceito? Será que o “mundo perfeito” de uma escola de elite não contribuiu para a formulação desta visão de mundo?

O ambiente escolar onde elas estudam remete a um mundo “perfeito”: todos de condição financeira razoável, ausência de pessoas com deficiência, ausência da miscigenação característica da nossa sociedade, pedagogia da “competição” e tantas outras situações que fazem da escola um verdadeiro oásis. Então, o papel desse ambiente escolar na construção de uma visão de mundo tacanha e soberba? São estas jovens necessariamente as “autoras” desta ideia equivocada em relação aos colegas de outras escolas? 

Em sua maioria as escolas particulares têm assumido um papel cada vez mais comprometido com a reprodução do modelo de sociedade competitiva. Mas seria este também o papel da escola pública?

“Humanizar” as relações entre alunos não seria uma lição tão importante quanto a aprendizagem de “conteúdos” e a boa colocação nos rankings escolares?

.

Washington Dourado


Como está a implantação dos ciclos e semestralidade em sua escola?

17/02/2014

Visitantes, 

Como está o processo de implantação dos ciclos e da semestralidade na escola onde você trabalha?

Pelos relatos que o blog vem recebendo a discussão está quente em muitas escolas.  

.

.

Visite e “curta” a Fan Page do Washington Dourado


Democracia líquida

16/02/2014

FONTE: Estadão

Dois peixes jovens encontram-se casualmente com um peixe mais velho que nada na direção contrária. Este cumprimenta-os com a cabeça e lhes diz: “Bom dia, rapazes, como está a água?”. Os dois peixes jovens nadam mais um pouco; depois um olha para o outro e pergunta: “Que diabos é água?”. Nuccio Ordine Diamante, 55 anos, professor de literatura italiana da Universidade da Calábria e colaborador do jornal Corriere della Sera, costuma abrir suas aulas a cada ano contando essa historinha do escritor norte-americano David Foster Wallace. A intenção é ilustrar o papel e a função da cultura. Com os alunos meio “boiando”, Ordine explica a parábola: “Como acontece com os dois peixes jovens, não nos damos conta de que é na água que vivemos cada minuto de nossa existência. Não temos consciência de que a literatura e os saberes humanísticos, a cultura e o ensino constituem o líquido amniótico ideal no qual as ideias de democracia, liberdade, justiça, laicidade, igualdade, direito à crítica, tolerância e solidariedade podem experimentar um vigoroso desenvolvimento”.

Mas e se a água está irremediavelmente suja? Uma água contaminada pela corrupção, por uma sociedade em busca incessante do lucro? Uma água que transforma estudantes em “clientes”, induzidos por pais a carreiras que só contemplam maior chance de enriquecer? Uma água virulenta, que espalha violência gratuita? Uma água que sepulta a arte e a cultura de invenção, em troca da “beleza fácil” e dos critérios comerciais na vida artística e cultural, na expressão de Ordine?

Contra essa água emporcalhada, o professor oferece um livrinho-bomba – um manifesto virulento e cheio de indignação intelectual a favor da arte e da cultura desinteressada a cargo de Platão, Aristóteles, Ovídio, Dante, Montaigne, Borges, Shakespeare, Boccaccio, Leopardi e Calvino. Um timaço convocado por Ordine em sua frente de combate. Título? A Utilidade do Inútil. Menos de 200 páginas em formato de livro de bolso editadas pela Bompiani de Milão.

CLIQUE AQUI e leia mais


GDF propõe aumento de 22% para PM e Corpo de Bombeiros

15/02/2014

FONTE: GDF

Reajuste incidirá sobre auxílios alimentação e moradia e será incorporado em três anos, até 2016

Uma proposta de reajuste salarial, que atingirá aumento total de 22%, foi apresentada às associações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, na Casa de Governo, onde estavam reunidos o governador Agnelo Queiroz, secretários de áreas estratégicas do GDF e representantes de entidades das corporações.

O resultado da negociação foi anunciado já na madrugada deste sábado (15). A proposta prevê um primeiro acréscimo, em julho de 2014, de R$ 200 no auxílio-alimentação, que passará de R$ 650 para R$ 850.

Os demais aumentos incidirão no auxílio-moradia, reajustado ao longo de três anos, sempre em setembro, a partir de 2014. O menor reajuste será de R$ 365 e o maior, de R$ 1,2 mil, por ano, dependendo da tabela remuneratória de cada corporação. Com isso, o teto desse auxílio, que não era atualizado desde 2002, pode chegar a R$ 3,6 mil até 2016.

“Eu apresentei uma proposta, resultado de um grande esforço feito exclusivamente pelo Governo do Distrito Federal, com nossos recursos, que resgata nossa Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros e, de fato, corrige várias distorções”, ressaltou Agnelo Queiroz.

CLIQUEI AQUI e leia mais


Reduz a adesão aos ciclos e semestralidade nas escolas públicas do DF

13/02/2014

 

A implantação oficial do projeto de ciclos e semestralidade nas escolas públicas não completou um ano e já dá sinais de enfraquecimento. Os números oficiais repassados pela própria Secretaria de Educação comprova:

- Em 2013 um total de 245 escolas aderiram ao sistema de ciclos. Neste ano o projeto continua apenas em 219 escolas.

- Já no caso da semestralidade, ano passado 43 escolas aderiram ao sistema. Neste ano o projeto se mantém em 20 escolas.

Resultado: o projeto de ciclos e semestralidade nem fez aniversário e já caminha para o fracasso. É um fato lamentável, mas compreensível se levarmos em conta a forma como ocorreu a sua implantação e a falta de concretização das promessas feitas aos que aderiram à proposta.

Sinceramente…

.

Washington Dourado


Informações sobre o concurso SEDF/2013

13/02/2014

Sobre o concurso para professor da Secretaria de Educação realizado em 2013 as informações que obtive em contato com a Secretaria Adjunta de Administração Pública do DF foram as seguintes:

1 – A Secretária Adjunta, Jackeline Aguiar, esclareceu que o Governo não alterou o edital do concurso da Polícia Militar para possibilitar o aumento no cadastro reserva. Segundo a Secretária, no concurso da PM a previsão era de 924 vagas, entretanto, pelas regras do edital, todos os classificados dentro deste número de vagas com notas iguais (empate) foram incluídos no cadastro reserva.

Isso quer dizer que o cadastro reserva da PM foi para 1841 concursados. Ela esclareceu ainda que no concurso da SEDF/2013 o número de convocados para a fase classificatória será maior do que o número de vagas previsto no edital, uma vez também há muitos candidatos empatados na primeira fase.

2 – Outro ponto esclarecido também é quanto aos PNEs. A cota de PNE tem que ser contada dentro do número vagas previstas no edital. Exemplo: para atividades a previsão é 200 vagas multiplicado por 5 vezes, compondo assim o banco de reserva, o que dá 1000 vagas. E a cota de PNEs deve ser contada dentro destes 1000.

3 – O resultado definitivo do concurso e a convocação para a fase classificatória deverá ser publicado até o final da próxima semana.

4 – Não haverá mais mudanças nos gabaritos. A única mudança foi mesmo na questão 15 da prova de atividades.

.

Washington Dourado


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 13.969 outros seguidores