Qual sua avaliação sobre a Assembléia dos professores realizada hoje?

31/03/2011

Você esteve na Assembléia Geral dos professores e orientadores hoje? Qual sua avaliação?

Anúncios

Professores decidem por indicação de greve

31/03/2011

FONTE: Jornal de Brasília

Os professores da rede pública de ensino do Distrito Federal se reuniram em assembléia na manhã desta quinta-feira (31) e decidiram entrar em indicativo de greve. Além disso, eles iniciaram uma votação para escolher cinco representantes para manter as negociações com o Governo do Distrito Federal.

Enquanto isso, os pais podem ficar despreocupados, pois as aulas ocorrerão normalmente até o dia 12 de abril, quando eles voltam a reunir a categoria. Os professores querem um reajuste de 13,83% previsto no Fundo Constitucional do DF, que é a verba repassada para Saúde, Educação e Segurança Pública. O governo propôs um reajuste de 5%. De acordo com o Sindicato dos Professores (Sinpro), a categoria considerou a contraproposta abaixo do esperado e aquém das promessas do governador.

A coordenadora da secretaria de informática do Sinpro, Augusta Ribeiro, afirma que a pauta da assembléia vai além do reajuste salarial para março. Existem outras reivindicações, como aumentar o auxílio refeição de R$ 198 para R$ 304 reais, creches para os filhos das professoras, melhorias na parte pedagógica, diminuição do número de alunos na sala de aula, salas de esporte cobertas e outras.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br, com informações de Bruna Sabarense


A Assembléia Geral dos professores e orientadores do DF está pronta

30/03/2011

Está tudo pronto para a Assembléia Geral desta quinta-feira. A Diretoria do Sinpro fez uma longa avaliação hoje e apontou um conjunto de ações com base no que foi indicado pelas assembléias regionais. Espero encontrar todos os leitores do blog na Assembléia.

Até lá…


Rejane Pitanga apresenta projeto sobre prevenção de doenças relativas ao trabalho

30/03/2011

FONTE: Assessoria da Deputada

Projeto de Lei que institui o Programa de Saúde Preventiva para os profissionais do Sistema Público de Ensino do Distrito Federal, de autoria da deputada Rejane Pitanga foi protocolado na Câmara Legislativa. O projeto constitui na prevenção de doenças relativas ao trabalho.
Segundo Rejane Pitanga, a proposta de criação do Programa de Saúde Preventiva para os Profissionais do Sistema Público de Ensino do Distrito Federal, está baseada em intervenções de prevenção e atenção à saúde que leve em conta as peculiaridades do trabalho dos profissionais, identificando os modos de trabalho que levam ao adoecimento.
“Infelizmente, não são somente os professores que sofrem com problemas de saúde relacionados ao trabalho. As ações de prevenção são fundamentais para garantir a saúde dos profissionais e requer o comprometimento das instituições para implantar mudanças e transformar as situações de trabalho que interferem no processo saúde-doença”, afirmou.
Desinformação
Dentre as razões para o adoecimento figuram aspectos relacionados à desinformação sobre o cuidado com a saúde; volume de carga horária, de alunos por turma; exposição à poeira e ao barulho dentro e fora da sala de aula; estrutura inadequada; problemas de relacionamento com as direções; fatores externos que interferem no cotidiano e que causam violência na escola.
Podem ser consideradas doenças relacionadas ao trabalho, dentre outras: stress, fadiga,  síndrome do pânico,  depressão potencializada pela ação docente,  cansaço excessivo,  ansiedade intensa,  síndrome de burnout,  intolerância a situações pedagógicas, sinusites, rinite alérgica, disfunções vocais,  doenças dermatológicas, dores nos membros superiores e inferiores, problemas na coluna servical, síndrome do túnel do carpo e tendinite. Rejane ainda defende que a reabilitação dos profissionais deve ser tratada de forma a garantir que possam assumir outras funções, promovendo a qualificação necessária para tanto, valorizando os trabalhadores e trabalhadoras, resgatando sua auto-estima evitando, inclusive, a aposentadoria precoce por invalidez.


Debate sobre o plano de carreira dos professores e orientadores

29/03/2011

No documento entregeu pelo Governo ao Sinpro está a proposta de REFORMULAÇÃO DO PLANO DE CARREIRA. No texto o Governo não especifica como será esta reformulação, não estabelece prazos e nem apresenta critérios e princípios para a confecção do novo texto do plano de cargos e salários da Carreira do Magistério Público do DF.

Entretanto, como este ponto está na pauta da categoria e o próprio Governo levantou a questão, então, o blog abre o debate sobre o assunto:

O nosso plano de carreira precisa de uma revisão? Que tipo de alteração no plano de carreira você propõe? 


SEDF ainda não apresentou proposta de gestão democrática

29/03/2011

A Secretaria de Educação continua promovendo as plenárias com o objetivo de debater o projeto de gestão democrática que deseja implantar no DF. O curioso é que já estamos no final de março e, até agora, a nova gestão da SEDF não apresentou nem mesmo um rascunho do que vem a ser esta proposta. Aliás, até o momento o projeto que está sendo a referência é a proposta construída pelo Sinpro e que foi apresentado na Câmara Legislativa pela Deputada Rejane Pitanga.


Café da manhã com a CUT-DF

29/03/2011

FONTE: Agência Brasília

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, reuniu-se na manhã desta terça-feira (29/03) com representantes da Central Única dos Trabalhadores – CUT-DF e dos sindicatos filiados à entidade, na Residência Oficial, durante um café da manhã. A reunião serviu para aproximar o governo das entidades sindicais, uma promessa de campanha do atual governador.

Agnelo Queiroz abriu a reunião fazendo um breve balanço sobre os primeiros meses de governo. “O período inicial foi muito difícil, pegamos um governo com muitos problemas e no limite da responsabilidade fiscal. Estamos trabalhando para organizar a cidade, e isso demanda uma dedicação absurda, mas as melhorias já começam a ser notadas”.

O presidente da CUT-DF, José Eudes, entregou ao governador uma plataforma com as principais demandas dos servidores públicos e trabalhadores da área privada, além de melhorias nas áreas de saúde e transporte público.  “Vamos trabalhar muito, pois sabemos da desvalorização desses servidores. O objetivo é valorizar e oferecer melhores condições de trabalho. Queremos resgatar a autoestima desses trabalhadores, isso é um compromisso ideológico e de campanha”, afirmou o governador.

CLIQUE AQUI E LEIA A ÍNTEGRA DA MATÉRIA


%d blogueiros gostam disto: