Para Chauí, ditadura iniciou devastação física e pedagógica da escola pública

31/03/2013

FONTE: Rede Brasil Atual 

Violência repressiva, privatização e a reforma universitária que fez uma educação voltada à fabricação de mão-de-obra, são, na opinião da filósofa Marilena Chauí, professora aposentada da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, as cicatrizes da ditadura no ensino universitário do país. Chauí relembrou as duras passagens do período e afirma não mais acreditar na escola como espaço de  formação de pensamento crítico dos cidadãos, mas sim em outras formas de agrupamento, como nos movimentos sociais, movimentos populares, ONGs e em grupos que se formam com a rede de internet e nos partidos políticos.

Chauí, que “fechou as portas para a mídia” e diz não conceder entrevistas desde 2003, falou à Rede Brasil Atual após palestra feita no lançamento da escola 28 de de Agosto, iniciativa do Sindicato dos Bancários de São Paulo que elogiou por projetar cursos de administração que resgatem conteúdos críticos e humanistas dos quais o meio universitário contemporâneo hoje se ressente.

Quais foram os efeitos do regime autoritário e seus interesses ideológicos e econômicos sobre o processo educacional do Brasil?

Vou dividir minha resposta sobre o peso da ditadura na educação em três aspectos. Primeiro: a violência repressiva que se abateu sobre os educadores nos três níveis, fundamental, médio e superior. As perseguições, cassações, as expulsões, as prisões, as torturas, mortes, desaparecimentos e exílios. Enfim, a devastação feita no campo dos educadores. Todos os que tinham ideias de esquerda ou progressistas foram sacrificados de uma maneira extremamente violenta.

Em segundo lugar, a privatização do ensino, que culmina agora no ensino superior, começou no ensino fundamental e médio. As verbas não vinham mais para a escola pública, ela foi definhando e no seu lugar surgiram ou se desenvolveram as escolas privadas. Eu pertenço a uma geração que olhava com superioridade e desprezo para a escola particular, porque ela era para quem ia pagar e não aguentava o tranco da verdadeira escola. Durante a ditadura, houve um processo de privatização, que inverte isso e faz com que se considere que a escola particular é que tem um ensino melhor. A escola pública foi devastada, física e pedagogicamente, desconsiderada e desvalorizada.

CLIQUE AQUI e leia mais


Governo Agnelo remarca reunião com o Sinpro

31/03/2013

O Governo do Distrito Federal adiou novamente a reunião com o Sinpro que estava agendada para esta segunda-feira. O encontro deverá acontecer na terça, dia 2.

Na verdade, marcar e desmarcar a reunião com o sindicato não é nada incomum para qualquer Governo. Porém, depois de tantas demonstrações de que não prioriza a Educação em sua agenda, estes constantes adiamentos ganham outra conotação: a de que este Governo não quer negociar seriamente com a categoria e evitar a greve.

Vamos ver na terça!

.

Washington Dourado


Imagem do dia!

31/03/2013

Mural feito por alunos da professora Priscylla Domingues, da Escola Classe 413 Sul.

 


Voltei!

31/03/2013

Depois de três dias QUASE longe da internet, aqui estamos para a velha luta de sempre. 

FELIZ PÁSCOA!

.

Washington Dourado 


Aviso do WD!

28/03/2013

Pessoal, 

Estou fazendo um esforço danado para ficar longe da internet até domingo. Agora mesmo consegui postar esta mensagem, mas já estou saindo, antes que dona Meira e crianças me peguem no flagra. kkk

Bom feriado e recarreguem as energias. Vamos precisar a partir de segunda-feira.

.

Washington Dourado


Reclamação atendida

28/03/2013

No dia 26 publiquei neste blog (clique aqui) a reclamação de uma mãe de aluna denunciando a falta de professor na escola da filha. Hoje ela mandou o seguinte recado:

“Washington Dourado, acabei de receber um telefonema da escola me avisando que segunda-feira já haverá aula normal para minha filha.” 

Legal! Agora uma outra mãe denuncia falta de professor de Sociologia no CEM 414 de Samambaia.

.

Washington Dourado

 

Convocação da Assembleia do Sinpro do dia 3 de Abril

27/03/2013

%d blogueiros gostam disto: