Rollemberg pode “tucanizar” a educação pública do DF

A possível indicação de Ana Lúcia Gazzola, atual Secretária de Educação do Estado de Minas Gerais, para ocupar a mesma pasta aqui no Distrito Federal vai levar o Governador eleito, Rodrigo Rollemberg, a “tucanizar” a nossa Rede Pública de Ensino. E para quem não sabe o significado do termo “tucanizar”, sugiro que converse com professores daquele Estado e rapidamente terão uma ideia.

A linha de atuação de Ana Gazzola é a da remuneração atrelada ao desempenho, da precarização de direitos, do “fast food” pedagógico, da maquiagem de dados em favor falso discurso da eficiência.

Dizem que o novo Governador quer trazer alguém de fora do DF para promover as mudanças sem se envolver em disputas locais. Se o que ele quer é alguém para atropelar a categoria e a comunidade escolar e promover mudanças restritivas de direitos já conquistados, está certo, Ana Gazzola é o perfil perfeito. Sua marca, aliás, é justamente a falta de diálogo e respeito para com as organizações sindicais.

Sugiro, porém, cautela ao novo Governador. Aqui no DF o tempo do coronelismo passou e nenhuma mudança na Educação imposta deu certo.

Mas vamos aguardar os próximos lances.

.

Washington Dourado

Anúncios

26 Responses to Rollemberg pode “tucanizar” a educação pública do DF

  1. A importação de secretários de educação, no DF, é um negócio arriscado… Até o dito cujo tomar pé da situação, boa parte da energia positiva acaba sendo desperdiçada… Títulos e mais títulos, não costumam fazer efeito num segmento, onde o diálogo vale mais do que qualquer currículo. Discordo, mesmo tendo votado no futuro governador, dessa visão de “secretariado de alto nível”. Será que entre nossos pares, não existe gente competente e de alto nível? Para que serviram “as rodas de conversas”? Nunca, e em nenhum momento, vi sugestão de trazer “gente de fora” para gerir os nossos destinos… Um bom gestor tem que conhecer o que se passa no “chão da sala de aula” e nenhum plano de governo para a educação funcionará se “vier de cima para baixo”.

    Curtir

  2. Educa Planaltina disse:

    Se o atual governo já iniciou com a indicação de pessoas ligadas a outros governos como o Coordenador da CRE Planaltina… Mas coisas do atual governo…dar ibope para quem nunca defendeu nada….Ou seja tucanizar…seria péssimo…mas continuar com determinadas peças nesse jogo de xadrez..seria burrice…Planaltina livre

    Curtir

  3. Caríssimos companheiros, será uma pena se a ex-secretária de educação de MG for para a Secretária de Educação do DF, pois assim, com certeza, a qualidade da educação no DF cairá. Os tucanos mineiros fizeram com que nossa educação fosse de qualidade apenas nas propagandas. Com relação à categoria a atual situação é caótica. O governo não paga o Piso Salarial Profissional do Magistério, ou seja o piso nacional e diz, sem vergonha nenhuma, que paga. O piso em Minas Gerias, que à época que foi criado o Piso Nacional (em torno de 950,00 para quem possuía o ensino médio), aqui era de em torno de 390,00. Hoje, não temos mais carreira, não existe mais progressão e nem promoção e recebemos por subsídios, ou seja, ajuda de custo. Enfim, Aécio, Anastasia e Ana Lúcia Gazola destruíram a educação em Minas Gerais e levaram os educadores à miséria. Criaram um tal “prêmio por produtividade” que é uma porcentagem do salário pago para quem atinge as metas que são avaliadas, entre outras coisa pelas avaliações externas. Um dos resultados dessa política foi a exoneração de uma média 5 educadores por dia em Minas Gerais no ano de 2014. E claro várias greves, mas com quase nenhuma vitória. Fizemos a maior greve da história com 112 dias de paralisação e o governo não se sensibilizou. Alguns companheiros fizeram até greve de fome e nada. As escolas sem professores por motivos de afastamentos, principalmente por doenças ficam meses sem professores porque não existem mais substitutos. Enfim, a educação e os educadores em Minas foram destruídos. Será que é isso que querem agora para a educação e os educadores de Brasília. Companheiros de categoria e lutadores por uma educação de qualidade e respeito ao trabalhador, reajam e lutem contra essa possibilidade. Não desejamos a vocês o que aconteceu conosco.

    Curtir

  4. Não queria mudança, está aí a mudança, vamos ver se ficará melhor.

    Curtir

  5. Digo: “queriam”

    Curtir

  6. Em Brasília temos pessoas preparadas para comandar a SEEDF. Se os administradores das cidades serão moradores das próprias cidades, por conhecerem de perto a realidade, o mesmo pode ser em relação a Educação. Na última vez que se importou no DF alguém para esta secretaria o resultado foi trágico e a categoria obrigou o governador a remover a personagem. Os governantes tem que aprender a ouvir os professores em regência de classe. São os que possuem menos títulos justamente por se dedicarem mais aos alunos do que em sua formação tradicional acadêmica. Eles são Cientistas Educacionais por compreenderem mais que todos como desenvolver as habilidades de aprendizagem dos alunos. Pessoas como esta secretaria de MG tem como fim as honras e solenidades, o aluno, o professor e demais funcionários são apenas ferramentas para o seu egocentrismo.
    Estudar é preciso, ter títulos também, mas jamais passar muito tempo afastado da regência em sala de aula.
    Quanto a “tucanizar” a Educação no DF não será possível, nem mesmo o PSDB governando conseguiu. Agora um mal tem que ser combatido, não importa quem venha a ocupar a SEEDF, a Burocratização em toda a secretaria. Este câncer de desperdício do nosso tempo contamina a nossa saúde e atrapalha o nosso desempenho pedagógico.

    Curtir

  7. ISAURA ADELAIDE SANTOS OLIVEIRA disse:

    Dizemque mineiro come quieto.\pois nós aqui trabalhamos em cima de carro de som, com gritos de guerra. Estaremos atentos e nunca quietos.Vamos aguardar e esperar em Deus.

    Curtir

  8. Temos realmente que lutar contra a nomeação de uma pessoa de outro estado na SEEDF. Pessoas competentes é só o que temos em Brasília. O voto em Rollemberg foi por uma proposta de mudança, porém saber da realidade é o que falta na pasta da educação. Precisamos juntar teoria e prática! Quanto a tucanizar, aaaaaahhhh! Já está ocorrendo no governo Dilma, basta ver as nomeações! O problema é que ptnizamos é foi o pior governo de todos os tempos!!

    Curtir

  9. Katia Xavier disse:

    Foi a pior secretária de educação que Minas já teve.Tenho pena da Educação do DF, principalmente os servidores.

    Curtir

  10. Se a maquiagem de dados a que você se refere WD, for no que diz respeito a aprovação de alunos, isso já acontece há muito tempo no DF, se a gratificação for atrelada ao desempenho do professor, também concordo desde que sejam preservados, sem prejuízo, os direitos já conquistados como: abonos, atestados médicos, licença prêmio e outros. Está passando do tempo de alguns colegas fazerem da profissão bico, comprometendo quem trabalha com seriedade. Se querem fazer da profissão bico, que peçam as contas e vá cantar noutro terreiro. Aguardemos pra ver o que acontece.

    Curtir

  11. taisanlima2 disse:

    Lamentável as notícias que circulam sobre a formação do Governo do DF, de trazer gente de fora para ocupar a Secretaria de Educação! Essa prática foi coisa do governo Arruda. Vai repetir o mesmo modelo????? Senhor Governador eleito, em alguns de seus discursos de campanha disse que buscaria nomes dentre os servidores de carreira do GDF, cujo trabalho e competência fossem relevantes e reconhecidos, para ocupar as diversas Pastas.
    Só porque perderam o governo de lá, o pessoal de Minas Gerais não pode vir para cá ocupar os cargos que por direito, conhecimento e capacidade, pertencem aos servidores daqui! Temos profissionais competentes no DF para assumir a Secretaria de Educação do DF, como o professor Fábio Pereira de Sousa, pessoa experiente e compromissada com a educação, referência quando se fala em gestão escolar. Pense bem!

    Somos Educação, queremos o melhor para o DF.

    Curtir

  12. Vocês tucanizaram, agora serão tucanizados.

    Curtir

  13. jailtonlv disse:

    Caro, Washington. Penso que a sequência de notícias que você tem postado neste espaço têm criado uma situação desnecessária neste momento de transição. O fato de você ter noção da força que este blog tem perante a categoria não o autoriza a criar qualquer tipo de instabilidade nos professores. Fomentar um clima hostil antes de o governo de fato agir é, no mínimo, irresponsável.
    Entendo, por outro lado, que este espaço é legítimo e você tem o direito constitucional de ser livre no seus posicionamentos, até porque este blog é PESSOAL e não INSTITUCIONAL.
    Reitero, ainda, que precisamos estar atentos e o sindicato tem que agir quando necessário. Porém, peço que todos tenhamos cuidado, pois o novo governo ainda começou e iniciar os trabalhos em um clima instável não é bom para ninguém.
    Só uma última observação: é curioso como em vários comentários vemos menção aos títulos das possíveis secretárias sempre em tom pejorativo, como se ser doutor não representasse nada. Nós da Educação deveríamos ser os primeiros a elogiar currículos como os das professoras mencionadas na postagem. Claro que currículo por si só não resolve os problemas, mas é melhor que tenham currículo do que só vivência da realidade. O ideal seria ter tanto currículo quanto vivência da rede.
    Um bom descanso a todos!

    Curtir

    • Jailton,

      1 – Mas fiz isso no Governo Agnelo e muitos gostavam. Por que agora reclama?

      2 – Vou trabalhar com muita independência no Governo Rollemberg, como fiz no Governo Agnelo.

      3 – Por fim, você já viu alguém desmentir o que posto aqui?

      Curtir

      • jailtonlv disse:

        Washington,
        1. Não questiono a independência, até porque você repetidas vezes disse que trabalhou na campanha do Agnelo e nem por isso deixou de “bater” no governo do PT. Só acho o momento inadequado e com um tom alarmista desnecessário.
        2. Eu só não quero ver independência confundida com oposição pela oposição.
        3. Há muitos colegas que comentam que acham exagerado o tom como as notícias sobre a transição têm sido colocadas neste blog. Entretanto, nem todos vêm para o debate, fundamental para a democracia.

        Parabéns por permitir que mesmo opiniões diversas da sua tenham espaço no seu blog.

        Curtir

  14. O Sinpro deveria se reunir com o novo governador eleito e se posicionar e opinar em relação a quem será o novo secretário de educação. Não podemos ficar sentados esperando que façam a lambança para depois chorar pelo leite derramado. Depois o governador vai dizer que a hora de termos criticado seria antes, não depois do secretário ser nomeado.

    Curtir

  15. drica* drica disse:

    Vamos aguardar, por enquanto são especulações e possíveis indicações…O importante é a categoria conscientizar-se da sua força (coisa que nunca fez)de uma tsunami com quase 40 mil professores, que UNIDOS podemos mudar o rumo da Educação no DF, manter as nossas conquistas e alcançar outras reivindicações importantes como (“centenário”) plano de saúde.
    O SINPRO, como representante da categoria deve negociar, conciliar, fazer propostas…e deixar de lado o partidarismo.

    Curtir

  16. drica* drica disse:

    Vamos aguardar, por enquanto são especulações e possíveis indicações…O importante é a categoria conscientizar-se da sua força (coisa que nunca fez)de uma tsunami com quase 40 mil professores, que UNIDOS podemos mudar o rumo da Educação no DF, manter as nossas conquistas e alcançar outras reivindicações importantes como (“centenário”) plano de saúde.
    O SINPRO, como representante da categoria, deve negociar, conciliar, fazer propostas…e deixar de lado o partidarismo.

    Curtir

  17. Uai sô, alguém saiu da toca(jailton)… Isso é mais do que bom… É uma pena que na sua fala, apenas defesa… Gostaria muito, como eleitor que fui do Rollemberg, saber que essa prosa toda não passava de conversa de botequim… Pelo jeito, a coisa vai andar por ai mesmo… Eu sempre preferi quem conhece o chão da sala de aula, pois só diplomas, na educação, não resolve nada… Lembro-me do Lula, que como presidente, fez mais do que muitos doutores… Seria salutar, que o novo governador, procurasse o SINPRO e o SAE, como representantes dos educadores e servidores, para ouví-los sobre essas indicações.

    Curtir

  18. Dentro do próprio quadro, dispomos senhor futuro governador, de um excelente candidato a secretário de educação, o professor Jordenes, que com o seu trabalho frente a uma das escolas da rede, fez e faz, história na educação pública. Imaginem a capacidade de um professor, que mesmo sem grandes gastos, conseguiu amealhar 10.924 votos, numa eleição onde imperou o gasto desenfreado de recursos, e só não foi eleito pelo motivo do PPS, não ter feito coligação para distrital. Esse nosso colega conhece, mais do que ninguém, o chão das nossas salas de aula, e poderia, sem medo algum, unir os professores em torno de uma educação pública de qualidade.

    Curtir

  19. Quero aqui deixar registrado quando na fala da professora Isaura Adelaide fala dos mineiros que comem quietos, não podemos de esquecer que isto não é um questionamento individual e sim universal. E que na SEDF tem muitos professores mineiros. Antes se escrever pensamos. Então pensa duas vezes antes de escrever Somos professores que não trabalhamos quietos.

    Curtir

  20. Vamos aguardar né, afinal algo tem de ser feito algo, pois o governo anterior “Petralhou” a educação em brasília.

    Curtir

  21. Sou de MG e fui professor por muitos anos em Unaí MG, triste sofremos nas mãos desta covarde, esta mulher é covarde, desumana e trabalha com o modelo de remuneração de subsídio que destrói os servidores. FORA GAZOLAA

    Curtir

  22. Ednaldo Souza disse:

    Ano que vem, método ciclodiano de aprovação: o aluno escovou os dentes 2 pontos, o aluno tomou banho 2 pontos, o aluno lanchou 2 pontos. E aí você deve estar se perguntando – e os outros quatro pontos – GDF recomenda: já dê a prova com o gabarito respondido.

    Curtir

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: