Transparência no Remanejamento Interno e Externo já!

Pessoal,

Minha posição é clara: defendo que todas as carências remanescentes da primeira etapa do remanejamento externo e interno, bem como as que surgirem até a completa organização do ano letivo de 2015, sejam disponibilizadas, OBRIGATORIAMENTE, em uma segunda etapa do RE e RI.

Há na categoria uma percepção ruim de que carências foram “reservadas” e isso tem que ser esclarecido. E vou defender que o Sinpro tome todas as providências, inclusive jurídica, para garantir a lisura de todo o processo.

Urgente!

.

Washington Dourado

Anúncios

10 Responses to Transparência no Remanejamento Interno e Externo já!

  1. Fui prejudicada pela direção da escola onde fiquei por 10 anos, Escola Classe 14 de Sobradinho II. Depois que comecei a ver coisas erradas como policiais sendo chamados, colocados dentro de salas na direção, impedindo a minha entrada junto e apontado armas para alunas. Daí eu comecei a questionar, a falar nas coordenações coletivas, enfim, fui denunciada na revista Veja Digital DF, com a colunista Lilian Tahan, sobre alguns de nós, professores, que nos viramos em mil e fazemos a diferença em sala, como dito na reportagem, professores com boa vontade e amor à profissão.
    Parágrafo abaixo a matéria falava sobre os professores faltosos e atestados falsos. Em nenhum momento foi citada procura ao SMO, mas denúncias de pais e direção ao MP por não haver substitutos e acerca da veracidade dos atestados, muitos referendados pelo SMO.
    No meu caso, contato pessoalmente ao Cássio, quando foi renovar e fazer carteirinhas na Escola Classe 13, onde estou agora. Ele sabe de tudo, inclusive ouviu, gravado no meu celular, um áudio de uma aluna da escola 14.
    12/09 estive no meu psiquiatra, como faz parte de um dos meus tratamentos desde 2010, e ele viu, em seus conhecimentos médicos que eu não estava bem, nem adaptada ao novo turno de regência. Em 10 anos na EC14 estive em regência no matutino, mas nunca havia sido necessário laudos ou pedidos junto ao SMO. Esse ano, 2014, ninguém entendeu o que houve com minha classificação. Fiquei a tarde. Pedi devolução ao supervisor administrativo, Aldenir Braga, sob ecposição de não querer permanecer na escola, o que, de acordo com a Lei 840, é um direito do servidor e, também, por motivos médicos e mostrei pra ele a cópia da receita. Ele disse:”De jeito nenhum. Devolução não acontece assim mais não. Só se você sobrar e não tiver nenhuma turma.”
    Eu até perguntei se, então eu era prisioneira da escola. (E eu ainda não havia escolhido). E ele disse que, de acordo com a portaria de distribuição, de certa forma, eu era sim DA ESCOLA).
    Ainda sobre a reportagem, desde o início do ano a gerente era professora Celsa Judith. Quando, em sala, numa tarde, eu recebi uma ligação de uma colega do CAIC de Sobradinho II, perguntando se eu já tonha lido. Claro que não. Tinha passado a manha em coordenação e estava em sala. Ela disse que Sobradinho inteira só falava disso. Me passou o nome do site, eu pedi pra coordenadora destravar o computador que é travado à senha e vi. Quase infartei. Inclusive porque na reportagem, vista, tambem pelo nosso amigo Cássio, tinha uma fala minha:”A professora garantiu que enquanto não mudar de turno continuará a tirar atestados… De acordo com a portaria não temos ingerência para essa movimentação.” – disse a gerente regional de ensino Iracema Correa de Lima. Quase infartei de novo… A diretora não chamava Celsa? Quem era essa Iracema? Eu jamais teria dito isso a alguém que eu conhecesse, imagina a quem eu nem fazia ideia de quem era. Liguei na regional, falei com essa Iracema. Ela explicou que quando trocou o Sectetário de Educação, houve uma troca de gerente regionais, mas que ela, que tinha sabido de manhã da reportagem também ficou surpresa, porque houve uma mudança no sobrenome dela e ela não tinha sido procurada por nenhum repórter desde que havia assumido, e que, assim como eu, a única coisa que ela sabia sobre mim era que eu tinha sido diretora da Escola Classe 17, mas Só isso. Fui à Ouvifotia e Sindicância e falei com a responsável, Yara. Contei tudo de novo. Ela me disse que se eu quisesse prestar uma queixa contra a direção por assédio moral, perseguição,teria que ser na SEDE, pois nao se faz mais em Sobradinho. E não havia nenhuma reclamação de pais, ou qualquer entidade, pessoal ou coletiva contra mim feita na regionsl. Fui ao CRAS de Sobradinho I e II, falei com as conselheiras Kelly e Vera, que também não encontraram nenhuma queixa ou reclamação contra mim. Fui à Vara da Infância e da Juventude, Secretaria da Criança e nao achei nada.
    Fui ao SMO saber com que autorização meu nome completo, nome da escola, matrícula e quantidade de dias (64) de atestado foram parar abertamente numa reportagem infringindo em crime civil e federal de quebra de sigilo pessoal e funcional ambos garantidos em diversas leis….e tal….
    A informação foi pedida pela revista Veja, mas não foi entregue. Informações funcionsis só são fornecidas para os supetiores da secretaria ou fundação. Logo minhas informações não saíram do SMO. Fui na SEDE, falri tuuuuudo de novo com a Jaqueline que me levou pra um Marcelo, que me levou sei lá mais pra onde e eu passava 2 horas falando, 2 horas ouvindo e o mais sábio foi o que ouvi no Conselho Tutelar:”Quem levou essas informações e deve até ter pago e bem pago essa reportagem foi de dentro da sua Escola 14. Não quero criar caso, nem nada, Iara, mas honestamente? Se tivesse esse tanto de acusação teria aparecido nos órgãos de Sobradinho onde você compareceu. Voce nao foi convocada.
    Resumo da obra, quando saiu na internet os dados cadastrais dia 11/10, eu acho, eu ja constava definitiva na Escola Classe 13 de Sobradinho II. Como isso é possível se eu não escolhi turma la e quando fui chutada da Escola Classe 14, eu fui pra ec13 pra vaga que era da cordenadora?
    Quando cheguei na regional, n° 807, me chamaram numa salinha e deram o memorando da 1 unica vaga pra ec13, de aposentadoria da professora Márcia Lôbo, que eu nem conheço?
    Eu tinha direito de escolha e tinham 6 vagas para a Escola Classe 14, e EU QUERO VOLTAR PRA LA.
    Por isso eu defendo novo RI. Eu quero voltar para Escola Classe 14 e não chegar numa unica vaga e ficar numa escola onde não quero estar.
    Aposentaram a professora por depressão profunda depois que o esposo faleceu ha uns meses atras. As colegas não me querem la e eu quero voltar pra onde fiquei 10 anos e tenho muitos amigos.
    Hoje tenho relatorio psiquiatrico determinando meu turno, mas não meu local de trabalho. Isso é escolha minha, um lugar onde eu me sinta feliz e veja que as pessoas gostam de mim.
    Estou a quase 60 dias na ec13 e choro a manhã inteira. Fiquei 10 anos na ec14 e chegava 7:00 da manhã com riso de orelha a orelha. É tão difícol entender onde seria melhor pra mim e, consequentemente, para meus alunos e a execução do meu serviço?
    Obrigada… precisava por isso pra fora….Rsrsrs

    Curtir

  2. Muitas pessoas necessitam dessa segunda etapa do remanejamento, espero que consigam a garantia desse nosso direito… estarei na torcida!

    Curtir

  3. Pelo novo método, com 30 anos de casa eu não conseguirei ir pra Taguatinga.
    Pelo método antigo, nós sabíamos exatamente (e previamente) a nossa classificação com relação a cada escola, inclusive se éramos os primeiros. Assim, evitaria qualquer “jeitinho” que pudesse ser dado.

    Curtir

  4. Uma pergunta que eu fizà assessora da gerente da regional de Sobradinho, se eu quisesse participar do Remanejamento Externo, porque na minha vez Sobradinho não poderia ser minha escolha? Estaria de fora da lista?

    Curtir

  5. Será necessário apurar:
    1) professores que tomaram posse em agosto participaram do remanejamento INTERNO na Regional Recanto das Emas… Por que??? ;
    2) no externo os professores de educação física estão bloqueando vagas mesmo sem a carta de participação / aceite realizada no CIEF. Por que???

    Curtir

  6. Essa pergunta sobre o Recanto é excelente, Maria Cláudia.

    E você, WD, o que acha?

    Curtir

  7. alguma novidade?

    Curtir

  8. O sindicato deixou de lado a questão do remanejamento? não obtivemos nenhuma resposta… Uma segunda etapa agora no início do ano seria muito bom…

    Curtir

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: