Servidores da Educação e Saúde exigem um posicionamento do Governador

Hoje pela manhã teve reunião da CUT e sindicatos da Educação e Saúde com a Presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão. A pauta do encontro foi a necessidade da CLDF garantir o compromisso de votar a ARO em regime de urgência.

A Deputada Celina Leão fez o compromisso de convocar os parlamentares para votação da ARO ineditamente após esta ser encaminha à Casa pelo Executivo. E a Deputada foi além: se comprometeu em cobrar do GDF o imediato envio do Projeto de Lei.

O problema é que pelas informações da imprensa local o Governador e seus assessores estaria em dúvida sobre qual caminho tomar: ou aprovando e executando a ARO ou fazendo nova solicitação de antecipação de recursos do Fundo Constitucional.

Qual das duas opções o Governo vai tomar para pagar gratificação natalícia, diferenças, adicional de férias dos efetivos e 13º salário/rescisão dos temporários não interessa muito. O que os trabalhadores da Educação e Saúde exigem mesmo é o pagamento imediato dos seus direitos atrasados.

E ao Governador cabe se posicionar e efetivar o cumprimento das suas obrigações. Do contrário, o início do ano letivo está ameaçado.

.

Washington Dourado

Anúncios

5 Responses to Servidores da Educação e Saúde exigem um posicionamento do Governador

  1. se já não tinha caminho agora tem duas opções então escolha logo esta p….. e me dê logo o meu dinheiro!!!!

    Curtir

  2. Isso se chama enrolação, antes não tinha como conseguir recursos, agora que tem, não sabe qual escolher? Alguém acredita? Escolha o mais rápido, ou seja, ARO, a Câmara já se posicionou favorável.

    Curtir

  3. Devo então procurar escola para o meu filho na rede particular de ensino, mesmo sem receber meus direitos pelo GDF, pois o direito à educação do meu filho, eu não vou deixar que lhe tirem.

    Curtir

  4. Wal Lima disse:

    Acho que as aulas só devem começar quando passarem os 30 dias do recebimento do 1/3 das férias e das antecipações de férias solicitadas…de acordo com as leias trabalhistas.
    Esse governador já poderia ter resolvido essa questão….falta vontade política. Ele quer , mais na frente, romper o acordo do nosso aumento em março, alegando falta de recursos. Eu já havia dito aqui neste espaço, o RR vai ser igual ou pior que o Agnulo.

    Curtir

    • cleber21 disse:

      Não estamos de férias ainda, uma vez que não recebemos e não há nem sinal para isso. Gostaria apenas de usufruir de minhas férias dignamente, com o que eu tenho direito. Colegas não vamos aceitar este descaso e esta HUMILHAÇÃO, só começaremos a contar as férias no momento em que recebermos. SINPRO faça valer a sua história de luta! De que adianta colocar contra-cheques se não temos o dinheiro em conta? Isso é um absurdo! Eu particularmente só terei esperança com uma greve logo no primeiro dia ou seremos tratados como nada, neste governo de fantoches.

      Curtir

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: