GDF avança no discurso do arrocho salarial

Ainda em dezembro eu alertei que o discurso do “caos financeiro” tinha como pano de fundo a preparação do terreno pelo Governo do  Distrito Federal para descumprir o plano de carreira do Magistério Público que prevê duas parcelas de reajuste neste ano. Naquele momento muitos não entenderam, mas o fato é que o Governo avança cada vez mais neste discurso e seu objetivo fica a cada dia mais evidente.

Essa nota ai publicado no Jornal de Brasília hoje reforça o que estou falando. Definitivamente 2015 será um ano caótico na Educação Pública do DF.

.

Por: Washington Dourado

Anúncios

14 Responses to GDF avança no discurso do arrocho salarial

  1. o que deu na reunião ontem??

    Curtir

  2. drica* drica disse:

    “ficar 120 dias sem nomeações” (?) pretendia nomear mais do que já tem? Os comissionados do Agnelo continuam no mesmo lugar (não largam a rapadura de jeito nenhum) e mais os cargos do Rollemberg…enfim… permanece o inchaço na máquina pública.
    “Esta tudo como dantes no quartel d’Abrantes”.

    Quanto “reajustar salários” ,ele não vai fazer reajuste nenhum e sim cumprir o que foi assinado com o ex-governador, ou a Lei funciona assim… tudo o que foi assinado e combinado no governo anterior fica sem efeito? Vamos receber mais uma rasteira?
    Tenho a leve impressão… que este ano vou estar mais em assembleias do Sinpro, do que dentro de sala de aula.

    Nossas conquistas no passado foram desse jeito, enfrentando a PM e seus cachorros nas ruas, hoje,grande parcela da categoria quer viver em lua de mel com o governo e se contentar com uma balinha de vez em quando. Falta garra, determinação e vergonha na cara diante de toda humilhação e descaso que estamos vivenciando.

    Curtir

  3. etterno disse:

    Mas o referido reajuste, conquistado em acordo coletivo, não é previsto em Lei?

    Curtir

  4. Se deixar o GDF vai fazer a educação de cavalo. Vai montar, galopar em cima do magistério público. Vamos deixar?
    Já não temos uma remuneração digna e ainda querem barrar os nossos reajustes. Ta de sacanagem com a nossa cara.

    Curtir

  5. Breno Roque disse:

    Queremos saber. Vai haver paralização com indicativo de greve pra volta as aulas, dia 23 de fevereiro?

    Curtir

  6. barbaraslima disse:

    Sim…e sobre a reunião de ontem????

    Curtir

  7. Gostaria de saber qual o resultado da reunião de ontem dia 28 com o GDF

    Curtir

  8. lsergiodf disse:

    Concordo e na época entendi exatamente o que vc. estava falando ao contrário de uns tapados que dizia que vc. não estava dando um voto de confiança ao Fernando Collor, ops, Rodrigo Rollemberg, com este discurso de austeridade e rombo nas contas. Acompanhando este DFTV e o outro da Record, vemos que os repórteres falam sem conhecimento, pois apenas reproduzem o que o governo declara, que o D.F está um caos e o mais inacreditável eles falam em números que desconhecem e não tem, só o GDF e agora o TCDF. É como o Washington Dourado disse, eles usam a imprensa para anunciar o que querem sem dialogar com ninguém, estão implantando aqui o que disse o vereador de Belo Horizonte e presidente do Sinpro Minas, professor Gilson Reis em seu livro: Desvendando Minas – Descaminho do projeto neoliberal. Prepare-se para a luta servidores públicos do D.F porque o ataque apenas começou, serão 4 anos de embate e desgaste da saúde de todos.

    Curtir

  9. Agora está explicada a pressão na contratação dos temporários para o dia 02/02…..

    Curtir

  10. baruc12 disse:

    Governo fraco, apostando no quanto pior melhor.

    Curtir

  11. Carlos Simão disse:

    “Os salários e benefícios atrasados desde 2014 seguiriam outro cronograma de pagamento. Segundo a proposta do GDF, as férias e horas extras da Secretaria de Saúde seriam pagas com prioridade em três parcelas, nos últimos dias úteis de janeiro, fevereiro e março. ” Fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/01/tribunal-de-contas-considera-legal-parcelamento-de-salarios-pelo-gdf.html

    Curtir

  12. wd, fiquei preocupada com alguns comentários acerca de exoneração! fui nomeada em julho eu não me lembro bem mas me parece que na lei 840 fala dessa possibilidade casa não haja falta de recursos, exoneração de quem ainda não concluiu o estagio probatório… Por favor wd nos de uma luz… preocupada!!!

    Curtir

  13. cleber21 disse:

    Todos sabemos do déficit de profissionais que colocam a mão na massa, professores, médicos, auxiliares. O Agnelo contratou muita gente, pq antes não foi feito do mesmo modo. Ficam atacando os funcionários públicos e depois reclamam quando não há professor. Lembram quando faziam concursos no tempo do Roriz, arruda e não chamavam nem o primeiro colocado? E quando convocaram os concursados e desconvocaram? Pois voltamos às trevas. É triste, mas é verdade. O SINPRO é o que temos, criticar não adianta, participar fortalece sugerir ajuda! As reuniões que o SINPRO convoca são abertas, participem, se informem, leiam, conversem com os dirigentes. Não leiam a “bíblia do Alexandre Garcia”. Sugiro que o Site do Sinpro seja mais interativo e dinâmico.

    Curtir

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: