Sobre a absurda responsabilização do Sinpro e os calotes anunciados

O Governo Rollemberg não quer pagar o reajuste previsto em nosso plano de carreira e a culpa é do Sinpro?

Que absurdo!

A alienação ou má fé de alguns críticos que frequentam este espaço deveria ter limite.

Nesta página tem até comentário de professor dizendo que foi erro do Sinpro fazer acordo de reajuste com o Governo anterior até 2015.

Outro absurdo!

Se não houvesse previsão de reajuste em nosso plano de carreira para este ano ai é que o atual Governo não daria nada mesmo. Outra coisa: o Sinpro também fez acordo de 3 anos com Roriz e Arruda.

Por fim, penso que Agnelo pode ser até preso por muita coisa que fez ou deixou de fazer, mas não por ter nomeado concursados ou dados os reajustes.

Também penso que Rollemberg terá muitos motivos para elogios, caso supere em nomeação de servidores efetivos e reajustes os governos anteriores.

Afinal, os reajustes nem foram tão grandes assim. Tanto é que nossa pauta continua praticamente a mesma.

Por fim, é lamentável ver servidor público apoiando o discurso do Governo que será usado contra nós mesmo.
.
Washington Dourado

Anúncios

23 Responses to Sobre a absurda responsabilização do Sinpro e os calotes anunciados

  1. baruc12 disse:

    Concordo plenamente W.D.

    Curtir

  2. Carlos Simão disse:

    “Os salários e benefícios atrasados desde 2014 seguiriam outro cronograma de pagamento. Segundo a proposta do GDF, as férias e horas extras da Secretaria de Saúde seriam pagas com prioridade em três parcelas, nos últimos dias úteis de janeiro, fevereiro e março. ” Fonte: http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/01/tribunal-de-contas-considera-legal-parcelamento-de-salarios-pelo-gdf.html

    Curtir

  3. Educa Planaltina disse:

    Eu só acho que o SINPRO deveria ter orientado a categoria a não ter encerrado o ano letivo de 2014 pela falta do pagamento do 13 salário e da diferença de quem tinha a receber…mas…era governo….

    Curtir

  4. Boa tarde!
    Washingtom Dourado, não sei se importa a te o que vou pontuar acerca do supracitado acima:

    1. Responsabilidades pelo calote do GDF aos servidores e terceirizados.
    > Resultado dessa crise econômica global, mais os gastos excessivos de copa do mundo, má gestão, desinteresse de gestores públicos em aplicar e vigiar as políticas públicas, etc;
    > População que dorme em berço explêndido,não se organiza esquecendo-se de cobrar soluções rápidas e imediatas das autoridades e representantes constituídos ( combinemos! Não é fácil).
    2, Falta de conhecimento da missão e visão da atuação do sinpro-DF.
    > Entrei na SEDF em 2003, conheci o Sinpro por iniciativa própria.
    Vi muitos, muitos abusos de poder de diretores, QUE nesses casos caberiam orientações , visitas de representantes classistas. Então, conversando pelos corredores tomei conhecimento sobre QUEM representava os professores.Foi até uma unidade e me filiei logo nos primeiros 6 meses. Pois, trabalhei 18 anos na iniciativa privada, lá a banda toca diferente. Porém, o MT fiscalizava na época muito bem a carga horárai. Denúncias: cheguei a a fazê-las por tabalhar carga horária além do perimitido e não receber conforme o trabalhado. Foi a delegacia do trabalho, e esta foi taxativa, fiscalizou, multou, sem eu ter que ficar exposta aos chefes tiranos.
    > Isto posto, WD tenho sugestões a fazê-lo:
    . Há necessidade de um representante do SINPRO IR ÀS ESCOLAS NO MÍNIMO UMA VEZ POR MÊS, POR BIMESTRE. Tenho visto nas paralisações folhetos sendo deixados nas regionais que entregam aos gestores que por sua vez não DIVULGAM. ISTO ACONTECEU E ACONTECE SEMPRE, SEMPRE. Vejo que a burocracia sindical tem deixado a desejar, entende!!
    > Você pode dizer porque diante de todo esse alarde que o GDF teM feito na mídia, PORQUE o SINPRO NÃO TEM DADO RESPOSTA CONSCIENTIZANDO E CONVOCANDO A COMUNIDADE ESCOLAR PARA PARTICIPAR DO MOVIMENTO!!!
    3. Concordo quando diz que tem servidor fazendo(reforçando) o discurso do GDF, afinal a luta é para todos. Cabe a todos cidadãos informarem-se sobre DIREITOS E DEVERES, No caso dos servidors públicos principalmente, assim não ficariámos À mercê tão somente de organizações quaisquer que sejam elas…

    Muito grata.

    Curtir

  5. Também concordo W.D.!!!

    Curtir

  6. rob diver disse:

    Esse safado do Enrolando Berg esta acabando com a categoria é humilhação atrás de humilhação.
    Temos q buscar uma saída para contra atacar, até nosso calendário foi imposto.
    Nunca me arrependi tando d um voto como este !

    Curtir

  7. EnrolandoBerg kkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

  8. É uma pena a única categoria que fala mal de si próprio. Absurdo! Categoria deve ser unida sempre!

    Curtir

  9. O professor faz parte da classe mais desunida que existe. Isso só fortalece a crescente desvalorização que essa classe vem sofrendo. É lamentável !!!

    Curtir

  10. Quer dizer que fizemos tanto barulho para agora aceitarmos exatamente o que o governo sempre quis? PARCELAMENTO. Não concordo. Greve já

    Curtir

  11. Aqui em casa tem 3 professores(as) e pensamos que se o SINPRO aceitar de cara, logo no começo deste governo as imposições destes, vai perder a moral de ser firme e forte. já deu prá ver que o novo governo só falava mansinho na campanha para passar uma imagem de tranquilidade…agora se mostra ditador e nem houve o nosso representante que é o Sinpro para decisões importantes, fora esta demora absurda em resolver os problemas de pagamentos de professores…O SINDICATO NÃO PODE E NÃO DEVE ACEITAR DE FORMA NENHUMA ESTE PARCELAMENTO !!!! Se mostrar que está fraco, nossa situação só vai piorar pode escrever!!! Quem votou no Rollemberg já está se arrependendo…

    Curtir

  12. Caro WD,

    Acredito que você tenha clareza da alienação política de , infelizmente, grande parte da nossa categoria. Então, para muita gente fazer a defesa do Rollemberg e do , pasme, Aécio é só um pulo. O que eu mais vi nas escolas de todo o DF foi gente defendendo a candidatura do Rollemberg e do Aécio. Para mim está muito claro que professores que fizeram isso ignoram completamente o que foram os anos FHC para país e o real significado do neoliberalismo para o mundo do trabalho. Não estou aqui a defender o governo Agnelo, que teve sérios problemas, inclusive conosco. Mas também não dá pra esperar que os erros do Agnelo justifiquem as barbaridades que esse arremedo de governo vem cometendo sistematicamente.
    Acredito que o SINPRO deva começar a se preocupar com a formação política de nossa categoria, pois caminhamos para um processo de alienação sem precedentes e que pode custar muito caro no médio e longo prazo.
    Agora eu pergunto: quem votou no Rollemberg está feliz recebendo 1/9 de férias???? Está??? E mais, ainda vai ser parcelado. QUE ABSURDO! Isso prova que alienação política tem preço: não receber até hoje o 13º de dezembro; receber atrasado o pagamento de dezembro, o que acabou desorganizando o orçamento de muitas famílias, resíduos de 13º que ainda não foram pagos; a real possibilidade de atraso do pagamento de jan/2015; o parcelamento de salários; a indecência de 1/3 de férias de transmutarem em 1/9 de férias e ainda ser parcelado; a unilateralidade na tomada de decisões do secretário de educação – com minúsculas mesmo -; a falácia da alteração da data de retorno às escolas etc… Queriam mudanças, estão aí.
    E não adianta argumentar que a culpa é do Agnelo. Não! As decisões do atual governador são DECISÕES POLÍTICAS e os desdobramentos de tais decisões são de sua responsabilidade.
    O que muitos professores precisam é de mais Marx e menos Globo; Veja; Folha e afins.

    Curtir

  13. Nossa, a gente lê e escuta cada coisa. Mas se for para o nosso crescimento tá valendo. Os responsáveis são muitos, inclusive nós mesmos. Porém em alguns discurso o que vemos são ideologias políticas, fala desse, daquele… e aí ? Chegamos nesse ponto. É olhar pra traz, pra frente e ver o que pode ser diferente, fazer diferente.

    Curtir

  14. Fabio Rodrigues, você mencionou um ponto crucial, a alienação política de muitos da categoria. A coisa está feia, pois professores que deveriam ser formadores de opiniões, ajudar os alunos a sair da escuridão, mostrar para eles que é preciso discutir, lutar e buscar novos caminhos, estão pior do que muitos alunos. Vejo muitos colegas reclamando pelo fato dos alunos usarem celular na sala de aula, mas, os mesmos não desgrudam dos seus quando participam de reuniões, e o que é pior não analisam nada, apenas compartilham mensagens sem analisar o teor, fazendo com notícias maldosas, tendenciosas se perpetuem como se fossem verdades absolutas.

    Curtir

  15. Verdade Fábio Rodrigues!!! Infelizmente vejo essa alienação da real situação cultural, econômica e formação dos partidos políticos na História do Brasil. Parece que o povo foi acometido por uma sindrome de AMNÉSIA RECORRENTE E PRESENTE.A carreira magistério tem comportado muito comodismo político.
    Na escola que trabalho tenho que fazer vistas grossas para os olhos atravessados pelos Meus comentários sobre Max, e ainda o grupo de gestores e toda a TRUPE DE COORDENADORES VOTOU NO AÉCIO, DEFENDEU A DITADURA, ESTA É A TRISTE REALIDADE: ANALFABETOS POLÍTICOS formando opiniões. Triste isso…

    Curtir

  16. E o pior Marinalva é que essa trupe não forma e sim deforma opiniões, o nível de argumentação é zero, do tipo “vai pra Cuba”, nunca leram um livro que aborde a ditadura ou os efeitos nefastos do neoliberalismo no mundo inteiro e em especial na América Latina.
    O remédio para essa alienação é não ficarmos calados e provocarmos o debate com argumentos racionais e civilizados em nossas escolas, famílias, igrejas, sindicatos etc. É isso ou nos conformarmos com colegas discutindo BBB nas escolas e tratando a perceVeja como repositório da verdade. Definitivamente não dá!!!

    Curtir

  17. Marinalva Alzira, excelente sua colocação!!! Concordo plenamente…

    Curtir

  18. Não sou oposição. Concordo com algumas coisas e discordo de outras. Desde o início do acordo que eu já comentava que não é bom atrelar a continuidade do compromisso com outros governos. O Agnelo dividiu em tantas vezes com o possível objetivo de garantir nossos votos. Acho que temos o direito de reclamar sim; e parte da responsabilidade é de vocês. Afinal de contas são os nossos representantes.
    Cuidado para que suas palavras não pareçam tão autoritárias quanto a de outros sindicalistas. É um erro muito repetitivo entre os escolhidos para representação.

    Curtir

  19. sou contrato ha 4 anos e agora não sei qual minha real situação pois não recebi minha recisão e meu contrado venceu em 17.12.2014 não tenho vinculo com a sedf mas ja que é assim não deveriam me dispensar com mão na frente e outra atrás.Devo ver isso como calote ou devo ter esperança.

    Curtir

Comente

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: